• @UsConservadores

É Proibido Ser Cético

Atualizado: 18 de Ago de 2020


Num mundo repleto de utopias, onde sonhar não é apenas necessário, mas obrigatório, é proibido ser cético.


A proposta de um mundo ideal é sempre tentadora. Primeiro porque, como toda utopia, ela demonstra-se como avessa à realidade, como um modo de levar-te à idealização de algo que não está certo no mundo. Em segundo lugar, essas utopias são sempre afetivas, e, portanto, despertam o sentimento humanitário que há na maioria das pessoas. A corrupção, a violência, a guerra, a fome, todos os infortúnios produzidos pela humanidade não existem no plano ideal. São sonhos nobres que a maioria das pessoas partilham.


Contudo, quando se está a pensar que o mundo verdadeiramente assim é possível, o sonho transpassa o seu limite imaginário, passando a ser reproduzido num projeto de mudança. De repente, não basta sonhar com um mundo melhor, é preciso trabalhar para que esse mundo aconteça. Existem bons projetos para dirimir algumas desventuras, especialmente aqueles que partem de campanhas de conscientização, projetos voluntários e sociais.


O grande problema é quando essa utopia passa a tomar forma política. Quando se está a produzir isso em política, quase sempre não se está a fazer por um sentimento humanitário ou algo nesse sentido, se está a fazer apenas por populismo e aproveitamento. No final das contas, isso não tem importância — as pessoas que precisam não vão reclamar disso.


Mas ai começam os cancelamentos e correções sociais, todos os que fazem são virtuosos e pessoas benéficas, os que não fazem são pessoas ruins e pessimistas, pois não acreditam num "mundo melhor". Você não é mais parte da mudança, pois não está a apoiar o político e seu "suposto projeto humanitário". Quando foi dito que a aprovação do governo Bolsonaro subiu, e, portanto, com grande ajuda do "auxílio emergencial", toda oposição feita até então pareceu inútil, toda demonstração de desdém com as vidas e famílias das vítimas, toda negligência, todos os atos repulsivos e nojentos praticados pelo governo, tudo esquecido por 600,00 reais; mas, como disse, as pessoas que precisam não vão reclamar disso.


A beneficência do presidente e dos demais políticos usurpadores pairou no céu, foi aplaudida pelos anjos e seres celestiais existentes. Todo gesto político foi tido como um ato benevolente, quando o que houve, na verdade, foi o Estado decidindo o quanto do meu tesouro eu posso retirar, o quanto do dinheiro que eu contribuí, em quantias muito superiores àquela mencionada, eu posso utilizar. O resultado seria o mesmo se fosse fornecido o valor original 200,00?


Isso, para alguns, é mudar, isso é produzir o melhor para sociedade. Todos admiram uma bela utopia, todos ficam encantados com ela. Choram quando políticos fazem seus discursos na tribuna, falando sobre coisas tão belas, mas que eles mesmos não praticam. Têm o remédio para todos os males existentes, têm respostas para todas as perguntas, sabem de tudo, mas fazem pelo quê?


E se não tivesse nenhuma câmera para gravar a boa ação? E se não tivesse nenhum salário exorbitante? E se o exercício político fosse, na verdade, um ato voluntário e não remunerado, quem gostaria de ser político? Quem gostaria de colocar sua "utopia" em prática?


Ser cético é proibido, pois você tem que acreditar. Tem que acreditar que esses senhores possuem algum vínculo conosco, que estão preocupados com nossas saúdes, com nossas necessidades e desejos. Não estão, e nenhum nome mudará isso. Mudar de x para y, quando a nossa sociedade custa um valor "simbólico", não adianta nada. Você não pede um líder conservador para transformar a sociedade numa sociedade conservadora, é por ser conservadora, é por preservar certas conquistas, é por cética, prudente e realista que uma sociedade optará por um líder conservador, é por fugir de utopias como essa: a benevolência do ato político; mas ser cético é proibido.


Proibido porque poucos estão prontos para ouvir a verdade, poucos estão prontos para saber que nada mudará de um dia para outro, que nada será legado à posteridade enquanto nos portarmos assim. Então, assumo, sou cético, suspeito de todo e qualquer político apenas por ser político. Quantos cancelamentos os céticos recebem por pensar assim? Só sei que ser cético é proibido; proibido porque as pessoas precisam da mentira, isso sustenta seus espíritos e sua esperança na utopia da mudança. Então, elas continuarão a mentir a si mesmas, pois só isso lhes resta: a droga da mentira... Por Renan Jorge

43 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Receba Nossos Artigos:

Os Conservadores © 2020