• @UsConservadores

Bolsonarismo: o Vírus Letal

Atualizado: Nov 11


Lavar as mãos, usar álcool em gel, usar máscara, enfim, todas as medidas profiláticas que realizamos são insuficientes para contenção de um vírus mais perigoso que a covid-19: o bolsonarismo. No Brasil, necessitamos de duas vacinas: uma contra a covid, a outra, contra o presidente. O Brasil está a adoecer cada vez mais, vítima de um vírus tão danoso quanto o seu presidente. Se já não fosse o bastante a sua coleção de mortos durante toda pandemia, agora o presidente passou a comemorar a morte de cidadãos brasileiros. Depois do caso tão polêmico, que foi pregado pelo bolsonarismo com a vacina do Dória, a Anvisa suspendeu temporariamente os testes da vacina CoronaVac, que agora será produzida pelo Butantan.


Enquanto todos estão a fugir de uma tempestade, o presidente está a dançar para chover. Enquanto o presidente está a reclamar do Dória e da China, nada está a fazer para conter a crise sanitária — ele nem mesmo teve a coragem de nomear um novo ministro da saúde, mantendo um "interino permanente". O presidente, que de cristão não tem nada, parece rezar para Hades e seus servos, porque o país tornou-se um verdadeiro inferno. Se fosse possível, até as moedas para passagem Aqueronte ele tomaria.


O que está a parecer, nesse caso, é que o desejo do presidente é tornar o país cada vez mais enfermo, de ambas as patologias. A ideologia está a matar tanto quanto o vírus, e o Bolsonaro é um dos chefes mais incompetentes que o Brasil conheceu. Pobre Brasil, pobre nação.


Por Renan Jorge


18 visualizações

Receba Nossos Artigos:

© 2020 por Os Conservadores - Wix.com