• @UsConservadores

Bolsonaro: o Maior Socialista do Brasil

Atualizado: Nov 16


Com a apuração atual das urnas, se tudo continuar como está, podemos esperar dois cenários para 2022: a derrota avassaladora de Bolsonaro e a ascensão da esquerda. Bolsonaro despontou como o candidato que libertaria o Brasil da mentalidade à esquerda. Contudo, o homem que dizia-se avesso à esquerda foi o principal responsável por lhe conferir força. Agora, com o risco de dar luz ao novo petismo (PSOL), o presidente já pode ser considerado um dos maiores socialistas de todos os tempos. Ninguém foi tão eficaz em ressuscitar o socialismo como fez Bolsonaro. Esse crescimento é favorecido por dois fatores: a errônea associação entre a direita e Bolsonaro e a própria aversão ao presidente. Parece que já não há muito que fazer. Quase ninguém está a pensar em votar em alguém, mas contra alguém (Bolsonaro). O que mais explicaria a apuração tão favorável a alguém como Boulos? Ora, que existem pessoas à esquerda, isso todos sabem, mas o voto em alguém como Boulos é sinal de desespero. As pessoas estão desesperadas, nada mais pode definir tão perfeitamente esse retrato. Como estamos a avaliar a política numa visão macroscópica, quando analisamos uma apuração microscópica (as eleições municipais), o desespero fica mais visível. Sem mais polêmicas no final de semana, sem declarações miseráveis, sem linguagem imprópria e esdrúxula, esse é o sonho de diversas pessoas. O preço para realizar algo assim? Dar voz ao derrotado Psolismo. Bolsonaro, de modo paradoxal, se pretender fazer oposição ao socialismo, fará oposição a si mesmo? Seria interessante pensar em algo assim. O Bolsonarismo tornou-se inútil, assim como Olavismo. De mãos dadas, caminhando sobre o abismo do esquecimento, esses dois movimentos se encontrarão num filme perturbador: como destruir a imagem da direta. Por Renan Jorge

24 visualizações

Receba Nossos Artigos:

© 2020 por Os Conservadores - Wix.com