• @UsConservadores

Desconstruir é Eufemismo para Destruir

Escrito por: @SDescobriu



A destruição da cultura ocidental está marchando forte e rapidamente, com inúmeras punições para aqueles que discordam, como os famosos cancelamentos nas redes sociais, o descrédito da pessoa pública, até ameaças de morte. O poder de criticar fica restrito aos chamados “grupos protegidos”, já que o indivíduo não mais importa, mas sim o que ele representa para a sociedade. Deste modo, as pessoas se juntam em enormes organismos, onde todos falam as mesmas coisas e pensam exatamente o mesmo. Dizem-se de mente aberta, mas qualquer um que ouse discordar é tido como um extremista e merecia estar morto, já que não tem função prática para a revolução social. “Os fracos devem perecer sob o holocausto revolucionário.” Já nos dizia Karl Marx.


Esse pensamento de que só o prático tem utilidade e por tanto, o que não é não merece existir é o ponto máximo do positivismo. Mas a beleza, por exemplo, não tem função prática, mas é ela que nos redime das mazelas do mundo, como nos ensinava Roger Scruton. A beleza em pinturas que retratam guerras, por exemplo, nos fazem olhar momentos terríveis com outros olhos, mas até isso está sendo relativizado e não é aceito diferenciar o belo do mal-feito, a não ser que a diferenciação venha de algum grupo protegido, nesse caso eles estão certos, claro.


A beleza e as virtudes são as principais armas, ou barreiras, contra o “pós-modernismo”, por isso são tão atacados. E é muito simples desvirtuar um ser que ainda não conheceu o certo:


“De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e ter vergonha de ser honesto.”

Esta frase de Mario Rui Barbosa, grande jurista brasileiro e um dos pais arrependidos da República, explica muito bem essa situação. E então nos voltamos para Aristóteles, que nos disse que a felicidade vem através de seguir o certo, através das virtudes, então, se algum dia se perguntar o porquê de tanta infelicidade, perversidade e inversão de valores, já sabes de onde vem.

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Receba Nossos Artigos:

Os Conservadores © 2020